terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O acidente ocorreu por volta das 16h30. O guindaste girou bruscamente e fugiu do controle do operador de máquinas e se chocou com a estrutura dos alojamentos da plataforma. Os três trabalhadores que estavam na cesta de transbordo caíram de uma altura de seis metros.
O técnico de segurança Pleno Aldo Dias de Lima, funcionário da Petrobras, não resistiu. O mecânico Francisco Wilson Vieira, funcionário da empresa contratada Petroenge, conseguiu pular e segurar no corrimão e teve escoriações leves. O técnico de Operação Pedro Leopoldo da Silveira Neto, funcionário da Petrobras, teve suspeita de fratura do fêmur e tornozelo.
Os feridos foram atendidos pelo profissional de saúde da PUB-3 e depois transferidos para a PUB-2. Após atendimento, Francisco Wilson e Pedro Leopoldo desembarcaram para atendimento em hospital em Natal. Aldo Dias permaneceu em atendimento médico na enfermaria da PUB-2, devido seu estado grave, com a necessidade de estabilizá-lo para poder desembarcar e ser atendido em hospital. Mas era muito grave e faleceu antes, às 20h40, com suspeita de fratura interna, hemorragia e parada cardíaca. O corpo continua na enfermaria da PUB-2 e será desembarcado na manhã desta terça-feira (27), após perícia que será realizada pelo delegado do município de Guamaré.
A Petrobras ainda não se pronunciou oficialmente, o que deve fazer na manhã desta terça.

0 comentários