sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012


Antes de embarcar de Brasília para Natal, ontem por volta do meio dia, o presidente do DEM de Mossoró Carlos Augusto Rosado fez uma visita ao gabinete do senador José Agripino Maia.

Não apenas um café ou água, definir em poucas palavras (e tempo) o rumo do partido em Mossoró e Natal nas eleições de 2012.

Missão cumprida. Agripino assume a responsabilidade da capital do Rio Grande do Norte, Carlos Augusto e Rosalba darão as cartas na capital do Oeste.

Aliás, como tem ocorrido desde que são correligionários. Logo, há um bom tempo…

Ontem, a divulgação nacional que o DEM seguirá junto aos tucanos em cinco capitais do Nordeste. Inclua-se aí Natal, com o deputado Rogério Marinho.

O nome pode sofrer alterações? Pode, não é provável. Mas não impossível.

E o nome de Mossoró? Carlos Augusto, Rosalba e Agripino sabem – mais do que todos – a importância da vitória do berço político da governadora.

Para isso pode/deve contar com preferências emocionais e até familiares, mas não de forma definitiva e inalterável.

Isto também foi posto na mesa ontem em Brasília; a racionalidade. O que significa em termos de nomes?

- Eu adoro Ruth, mas posso optar por Cláudia Regina..

O tempo, as pesquisas e o sentimento popular – de quem conhece seu eleitorado – haverão de falar e decidir no momento certo.

Por enquanto, missões e quadrados bem ( e DEM!) definidos.

Por Laurita Arruda

0 comentários