terça-feira, 6 de março de 2012


A ANP (Agência Nacional do Petróleo) autorizou a Petrobras a investir R$ 320,9 milhões na concessão de 5.000 bolsas de estudos no âmbito do programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal. Serão 2.754 bolsas para graduação e 1.901 para doutorado na modalidade sanduíche –quando o aluno estuda no exterior até 12 meses e complementa o curso no Brasil. Outras 345 bolsas serão de doutorado pleno, com duração de até 48 meses, entre 2012 e 2017.

Segundo a ANP, o valor aprovado inclui passagens ida e volta –classe econômica–, seguro saúde e despesas com taxas escolares no exterior. Os projetos que serão desenvolvidos pelos bolsistas serão relacionados à indústria do petróleo, gás natural, energia e biocombustíveis.

Os recursos a serem investidos fazem parte da cláusula de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) previstas desde o início das licitações de áreas de petróleo e gás natural no país, que obriga as companhias do setor a investirem 1% da receita bruta que obtêm em campos de alta produtividade, que pagam participação especial, em seus centros de pesquisa no Brasil ou em instituições de pesquisa nacionais.

0 comentários