quinta-feira, 12 de abril de 2012



O nível de estresse dos empresários cresceu. Nenhuma novidade, certo? Segundo a consultoria Grant Thornton International, contudo, os empreendedores brasileiros estão no fim do ranking mundial de estresse. O Brasil ocupa a 30ª posição na lista de 40 países. Enquanto 19% dos entrevistados disseram que o estresse aumentou em 2011 –dez pontos percentuais a mais que em 2010–, na Grécia e na China, por exemplo, foram 67% e 60%.

Já os países com empresários menos estressados são a Dinamarca (6%), Austrália (9%) e Holanda (13%). Entre os causadores do nervosismo dos brasileiros estão conflitos internos e políticos na companhia (26%), pressão para alcançar metas de desempenho (25%) e alto volume de informação (22%). Confere?

“Os empresários certamente aprenderam a administrar melhor os desafios que enfrentam em meio à volatilidade global e a gerenciar melhor o tempo”, diz Javier Martinez, responsável pelo estudo na América Latina. Foram consultadas 6.000 empresas em 40 economias.

0 comentários