segunda-feira, 9 de abril de 2012



O Facebook chegou a um acordo para comprar o Instagram, popular serviço de compartilhamento de fotos para celulares.

A maior rede social do mundo pagará cerca de US$ 1 bilhão em dinheiro e ações pela aquisição, que deve ocorrer ainda neste trimestre.

O Instagram é um serviço que permite ao usuário aplicar filtros digitais em fotos e compartilhá-las em redes sociais. Até o início de abril, o aplicativo estava disponível apenas para aparelhos com iOS (iPhone e iPod touch). Uma versão para o Android foi lançada no último dia 3 e atingiu 1 milhão de downloads em 24 horas.

As informações foram confirmadas pelo blog da rede social de imagens. "É importante que fique claro que o Instagram não vai desaparecer. Nós vamos trabalhar com o Facebook para evoluir o Instagram", diz trecho da postagem, assinada por Kevin Systrom, executivo-chefe do serviço.

Segundo Systrom, o aplicativo continuará o mesmo, você manterá seus seguidores e ainda será possível compartilhar imagens em outras redes sociais.

"Estou empolgado em compartilhar a notícia de que adiquirimos o Instagram e seu talentoso time se unirá ao Facebook", disse Zuckerberg. "Você poderá escolher não compartilhar as fotos do Instagram no Facebook se você quiser, e a poderá manter seguidores e seguir pessoas separadamente de seus amigos do Facebook", completou o executivo.

Um dos criadores do aplicativo, que existe desde 2010, é o paulista Mike Krieger, 24. Seu nome de verdade é Michel e ele foi estagiário da Microsoft nos EUA, onde fez faculdade. "O Instagram é uma 'plataforma de momentos instantâneos'", disse Krieger ementrevista à Folha no ano passado.

A compra do Instagram acontece momentos antes do Facebook realizar o seu IPO (oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês). A estreia na bolsa está prevista para maio e a rede social planeja levantar US$ 5 bilhões em uma oferta pública que pode avaliar a companhia em até US$ 100 bilhões.

Fonte Folha.com

0 comentários