terça-feira, 15 de maio de 2012



O governo quer reduzir o preço da energia ao consumidor alterando regras para reajustes no setor. Para isso, estuda acabar com as correções anuais de preços. Atualmente, os ajustes têm como base a inflação do período. Uma alternativa seria reajustar em um prazo maior, de cinco anos.

Fontes do governo dizem que esta é uma maneira de desindexar a economia. Por outro lado, técnicos da área econômica ponderam que a fórmula não descarta pressões inflacionárias.

Mais da metade dos contratos de concessão da área de distribuição expiram em 2015. A mudança no cálculo ocorreria a cada renovação contratual, sem necessidade de norma nova no Congresso. O Executivo enviará um projeto de lei permitindo a renovação dos contratos que começam a vencer em 2015.

0 comentários