quarta-feira, 2 de maio de 2012


O contribuinte que perdeu o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda 2012, ano-calendário 2011, já pode prestar contas com o Leão. O envio para quem não declarou até as 23h59 de segunda-feira está liberado.
A partir de agora, o sistema vai gerar de forma automática o boleto de pagamento da multa (Darf). Aqueles que já haviam baixado o programa anterior não precisam fazer novamente o download. A multa mínima por atraso é de R$ 165,74 e a máxima pode chegar a 20% do valor do imposto devido.
Segundo o Fisco, 25,2 milhões de contribuintes enviaram o documento dentro do prazo, número que superou a estimativa inicial, de 25 milhões. Dia 30 de abril foi o pico de recebimento, com mais de 2 milhões de declarações entregues, uma média de 200 mil por hora. O período de envio teve início no dia 1º de março e se estendeu até a segunda-feira, 30, às 23h59min59s.
Os contribuintes com restituição passarão a receber o dinheiro a partir de junho, quando sai o primeiro lote. Os idosos têm preferência na devolução. Serão sete lotes, um por mês, até dezembro.
Retificação
Quem já enviou a declaração pode checar se há erros que levam o documento à malha fina. A Receita disponibilizou o extrato da declaração no portal e-CAC (saiba como acessar).
Se identificar problemas, o contribuinte poderá solucioná-los mediante a apresentação de uma declaração retificadora. Os erros serão apontados pelo aplicativo. Quanto mais cedo for efetuada a correção, mais rapidamente será liberada a restituição.
Por meio do extrato, também é possível conferir se as quotas do imposto estão sendo quitadas corretamente, além de alterar ou cancelar o débito automático das parcelas. O programa também aponta débitos em atraso e permite o parcelamento.

0 comentários