terça-feira, 26 de junho de 2012


A prefeita Micarla de Sousa confirmou o que era esperado: não disputará a reeleição. Citando Deus e suposta perseguição por parte de políticos tradicionais, a presidente estadual do PV disse que não irá para a disputa porque precisa se dedicar à própria saúde e à família. A decisão foi comunicada oficialmente durante pronunciamento, na noite desta segunda-feira (25).
Com mais de duas horas de atraso devido a uma crise hipertensiva, Micarla de Sousa falou sobre o período em que esteve à frente da Prefeitura. Ela disse   Para Micarla, todas as atitudes tomadas durante a gestão foram de acordo com o que ela acredita.
“Sei que alguns me criticam duramente pela minha opção de cuidar de gente. Dizem que prefeito é bom é o que calça ruas e maqueia a cidade com florzinhas plantadas nos canteiros. Eles chegam até a comparar. Não me arrependo de nada que fiz, nem decisões que tomei. Troquei asfaltos por escolas, sim. Troquei calçamento por Upas, Ames. Troquei concreto armado por albergue para moradores de rua”, disse Micarla.
Afirmando que é vítima dos “poderosos”, Micarla garantiu que não se rendeu aos chamados “políticos profissionais”. “Continuaria sem me render aos grupos poderosos desta cidade, que foram contrários a esta política de libertar as pessoas através da educação e da melhoria de vida. Os mesmos que como uma verdadeira matilha de lobos famintos querem comer as carnes do nosso povo mais uma vez. Políticos profissionais que nunca tiveram a carteira de trabalho assinada e que agora viram os seus dedos e mão sujas em minha direção”, disparou a prefeita.
Micarla agredeceu a colaboração de auxiliares, citando também o vice-prefeito Paulinho Freire, o vereador Enildo Alves (DEM), o presidente da CMN, Edivan Martins (PV), o deputado estadual Gilson Moura (PV) e o deputado federal Paulo Wagner (PV). Para ela, o momento é de parar temporariamente.
“Agora é hora de parar. Não digo um adeus. Apenas um até breve. Estarei até dezembro me dedicando de corpo e alta a minha cidade amada. A minha família, alegria do meu ser, da minha vida, espero poder retribuir nos próximos anos toda a ausência dos últimos tempos”, disse.
Durante o pronunciamento, Micarla não disse qual será o candidato à Prefeitura do Natal apoiado pelo PV. O ex-deputado Luiz Almir confirmou o convite, mas não aceitou.
Nas últimas pesquisas de opinião divulgadas na cidade, Micarla de Sousa apresentou índice desaprovação superior a 90%.
Fonte Panorama Politico

0 comentários