segunda-feira, 25 de junho de 2012



A partir de 6 de julho os candidatos da eleição municipal deste ano estão liberados para utilizarem, com fins de campanha, as chamadas redes sociais, como twitter, facebook, sites personalizados, entre outros.
Mais que um plus no pleito, essas ferramentas servirão para aproximar sem ressalvas os protagonistas da disputa e a população – a dona do voto e responsável pela escolha dos eleitos. Mas também para impingir um termômetro que expõe em tempo real indignações e satisfações e põe em xeque posturas e discursos que a população considera indesejáveis. 
Nessas eleição não haverá candidato a prefeito ou vereador que dispense uma conta nas principais ferramentas de socialização da internet.
E é o twitter o principal carro-chefe dessa mobilização midiática porque é o meio que mais aproxima interlocutores, tudo em tempo real.

0 comentários