sábado, 4 de agosto de 2012


Quanto a candidatura de Mozaniel de Melo o que aconteceu de verdade foi que a Juíza da Comarca de Macau cometeu um equivoco, pois ao contrario do que esta sendo divulgado pelos blogs, Mozaniel teve seu registro de candidatura impugnado devido a uma suposta ação que, segundo os opositores estaria transitada em julgado condenando o mesmo. 
Acontece que a ação ainda esta em julgamento e Mozaniel já impetrou recurso, que foi devidamente admitido pela justiça, numa prova inconteste que a ação não transitou em julgado deixando assim Mozaniel garantido para concorrer às eleições em Guamaré.
Os advogados de Mozaniel já estão constituindo uma defesa devidamente documentada onde solicita a reparação do equivoco e a liberação da candidatura de Mozaniel.

No caso de Hélio de Mundinho a coisa é grave, pois não tem como o mesmo dizer que não é cunhado do então prefeito Auricélio Teixeira, pois o mesmo é casado com a irmã de Auricélio, enquadrando-se assim na hipótese de inelegibilidade por força do artigo 14, § 7º, da Constituição Federal que veda a candidatura de parentes em segundo grau, por força da norma constitucional que tem como escopo impedir a perpetuação de uma mesma família na chefia do Poder Executivo. 
Sendo assim Hélio  de mundinho e seus parentes próximos não podem ser candidatos a prefeito de Guamaré nessas eleições e a coligação União Democrática necessáriamente terá que trocar os nomes na chapa que concorrera as eleições este ano.
Agora fica a expectativa de quem será o substituto de Hélio para concorrer as eleições de 2012.
O Blog soube que já existe uma grande briga nas hostes opositoras para ocupar o lugar de Hélio de Mundinho.

0 comentários