quinta-feira, 26 de março de 2015

Enquanto as autoridades passaram esta quarta-feira (25) tentando explicar como o avião da Germanwings com 150 pessoas a bordo caiu com céu limpo, um investigador disse ao jornal “The New York Times” ter evidência de que uma gravação feita indica que um dos pilotos deixou a cabine antes do acidente e não conseguiu entrar de volta.
Um alto funcionário militar envolvido na investigação descreveu como “muito boa, muito legal” uma conversa entre os pilotos durante a primeira parte do voo de Barcelona para Düsseldorf. Em seguida, o áudio indica que um dos pilotos deixou a cabine e não poderia voltar a entrar.
“O cara do lado de fora está batendo de leve na porta e não há nenhuma resposta”, disse o investigador. “E então ele bate na porta mais forte e não houve resposta. Nunca há uma resposta. Você pode ouvir que ele está tentando arrebentar a porta”, disse o investigador.
Enquanto o áudio parecia dar alguma pista sobre as circunstâncias que levaram ao acidente, ele também deixou muitas perguntas sem resposta.
“Nós não sabemos ainda a razão pela qual um dos caras saiu”, disse o funcionário, que pediu anonimato porque a investigação continua. “Mas o que é certo é que no final do voo, o outro piloto está sozinho e não quer abrir a porta.”

0 comentários